Intimidade
(OlhosDe£in¢e)

Declamação: Kondor

Quando o sol adormece, 
a noite chega com seu manto negro,
acomodando as estrelas, 
que esperam pela chegada da lua, 
em sua camisola de prata. 

Na intimidade da minha alma,
busco neste cenário, 
as lembranças de telas vividas, 
de corpos colados umedecidos 
pelo desejo da fome de amar ! 

Os meus olhos de brilho incessante, 
procuram por aquele que me entregou 
em buquê, as flores do amor 
com seus espinhos e perfumes .

Ao apagar das luzes, 
na intimidade do meu silêncio,
o calor da saudade me aquece, 
fecho os olhos e revivo, 
cada beijo , cada abraço 
e adormeço refugiando-me
no sonho de um novo amor ganhar ! 

Curitiba, 30/03/2004

*****
Clique na figura abaixo
e envie esta página para até 10 pessoas

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Home

webdesigner:
*Ja(Mulher)*