Na pureza do amor
(OlhosDe£in¢e)

Declamação: Kondor

O sol que hoje se esconde,
deixa aberta a porta da vida,
para que a chuva
chegue mansa, límpida
e leve em seu curso tranqüilo:
todas as mágoas empilhadas,
todas as desesperanças,
todos os sonhos não concretizados,
todas as dores da saudade e
todos os amores que feriram o coração.

Que a leveza da fina chuva,
que neste momento respinga na janela,
seja o presságio de um novo caminhar,
na estrada florida do amor,
da esperança e da verdade,
que nunca estiveram distante,
de quem tem
o bem na alma e no coração.

Que a esperança da vida,
fortaleça-se na Fé em Deus,
no carinho dos que nos querem bem,
na solidariedade humana,
e no amor puro,
o maior de todos os sentimentos,
aquele que consegue remover
pedras de maldades, muralhas de intrigas
e vencer a batalha da vida.

Somente os que amam
com a pureza da alma,
entrelaçados no aconchego do coração,
conseguem os sonhos realizar e
a vislumbrar a esperança,
da vida a sorrir...

Curitiba, 29 de setembro de 2006.
Às 8h50

*********

Clique na imagem e envie para até 10 pessoas

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Home||Menu||Livro de Visitas||E-mail

OlhosDe£in¢e


webdesigner:
*Ja(Mulher)*